O que as religiões tem em comum?

Olá prezado leitor.  Antes de tudo quero deixar um conselho  à todos e à todas que estão lendo este post, assim como qualquer outro post, livro ou artigo, seja ele qual for. ” Não acredite numa só palavra antes mesmo de pesquisar, questionar e sobretudo testar o que está aprendendo, crer por crer dá margem para a dúvida”NÃO ACREDITE NUMA ÚNICA PALAVRA DO QUE LER! ( Livro A cabala: Tecnologia da alma) .

Mas conhecer e testar crava a certeza no córtex frontal. A crença é uma coisa do sistema límbico, do cérebro reptiliano, onde as coisas são gravadas na areia da praia e o vento leva com o tempo,  repetidas automaticamente sem que tenhamos consciência. O saber observado, comparado, testado, experimentado é uma coisa do córtex fontal, onde tudo é gravado na pedra, no concreto.É lapidado.

De volta ao rumo da nossa conversa. O que as religiões tem em comum? Você já parou pra se perguntar ou  mesmo para observar? Muitos respondem à essa pergunta com as seguintes palavras: A felicidade eterna, o perdão das dívidas, a vida eterna. É verdade, isso é o que todos desejamos e que não está no plano físico. Por isso buscamos as religiões. Mas além desses desejos abstratos e tão superficiais nos seres humanos,há muito mais.

Vamos comparar religiões que aparentemente são muito diferentes. Por exemplo: O budismo e o cristianismo. Por acaso há alguma semelhança entre essas duas?  Se a sua resposta é não, pode ter certeza de que está enganado, pois há muitas semelhanças.

Apesar do budismo ser oriundo do oriente e o cristianismo do ocidente, ambos tem no minimo três semelhanças básicas: vamos começar pela mais conhecida. O cristianismo tem um código de leis sagradas: a Bíblia; tem uma liderança profética: Jesus Cristo ou Yehoshua ben Yussef como ele é conhecido pelos judeus; tem uma comunidade: a Igreja. Agora vejamos o budismo. Tem um código de leis sagradas: o Dharma; tem uma liderança profética: Siddartha Gautama, Shakya Muni ou o Buda como é mais conhecido; tem uma comunidade: a Sangha.

Do mesmo modo o Islamismo tem. O código de leis: A suna e o corão para os muçulmanos sunitas e o corão para os muçulmanos xiítas; a liderança profética: Muhammad mais conhecido como Maomé; a comunidade muçulmana que se reúne nas mesquitas e no templo da Caaba em Meca. O judaísmo tem um código de leis sagradas: O Talmud, onde estão escritos a Torá ( os cinco livros do pentateuco) e os livros chamados de velho testamento pelos cristãos; tem uma liderança profética: Moisés, que tirou o povo do deserto; uma comunidade judaíca que se reúne nas sinagogas e no muro das lamentações, antigamente o templo de Salomão, destruído duas vezes. Primeiro pelos babilônicos, segundo pelos romanos.

Como pode ver inúmeras religiões poderiam ser comparadas aqui dessa forma. Mas vamos ficar com a ideia central, com a essência. Se você pensa que isso é coincidência está sendo enganado e está se enganando. Não há coincidências. “Coincidência é aparência que Deus usa para ser manter anônimo”71. A coincidência é o meio que D’us encontrou para se manter anônimo.( Provérbio 72. blog profissão atitude, Abraham Shapiro).

Não pare por aqui! Vá em busca de mais, pesquise, compare, questione. Descubra…!

Anúncios